direito do livre pensar

Livre pensar trará post relacionado com a religiãoe filosofia.

Encontrada bíblia milenar que nega a crucificação de Jesus – Muito polêmico isso — 29 de julho de 2015

Encontrada bíblia milenar que nega a crucificação de Jesus – Muito polêmico isso

É claro que uma notícia assim não é muito bem recebida por religiosos que tem na bíblia a palavra de Deus, o livro que é a mais sincera comunicação entre Deus e o Homem.

“É a Bíblia verdadeiramente a Palavra de Deus?” Muitos respondem que sim…  Se a Bíblia é a Palavra de Deus, dispensá-la, então, é dispensar o próprio Deus. E é verdade esta afirmação… Aqueles que acreditam que Deus deixou seus ensinamentos para que o ser humano a consultasse e levasse a sério, claro que para isso terá somente que acreditar em tudo que lá esta, sem tirar, nem por!

Más e se estes manuscritos foram adulterados na época de sua tradução, e se foi subitraído algumas verdades que lá estavam? Cabe então a aqueles que defendem esta verdade absoluta se manifestarem… A favor ou contra estas notícias que se espalham através desta ferramenta tão poderosa, mas o que passa é que  ninguém dos que seguem os ensinamentos contidos nestes 72 livros não se manisfestão, se o fazem é entre quatro paredes em suas igrejas juntamente com seus seguidores, claro que lá com todos, é até fácil argumentar quando algum membro questiona sobre isso.

Vemos tantos pregações acalorados via net ou mesmo em programa de televisão, assuntos como homosexualismo, pecado, céu e inferno, curas, milagres, teologia da prosperidade, enfim… Os argumentos usados para calar os questionamentos são muitos, fácil de se esclarecer… Um deles é que o diabo está colocar dúvidas em seus corações, o diabo veio senão para roubar e destruir (João 10:10).

Sempre haverá algum argumento para sanar a dúvida: O membro não esta em oração, se deixa facilmente ser infuenciado pelo inimigo, não esta a ler a bíblia como deveria fazê-lo, falta de jejum… Também é um ótimo argumento para forçar aquele que esta a duvidar a crer cegamente naquilo que ensinaram, os poucos que não convessem de tudo isso através de inúmeros argumentos, são desligados de suas igrejas para que não espalhem sua incredulidade entre aqueles que não questionam…

MÁS VAMOS ENTÃO A ESTA NOTÍCIA BOMBÁSTICA:

MANUSCRITOS ENCONTRADOS

O museu de Ankara, na Turquia, guarda entre seus grandes tesouros um documento antiquíssimo, com mais de 1500 anos de registro. O livro em questão contém um misterioso texto, conhecido como o Evangelho Apócrifo, ou o Evangelho de Barnabé.

Escrito em aramaico, o livro revela um relato bastante diferente dos Evangelhos narrados nos Novo e Antigo Testamentos. Na verdade, sua história descreve Jesus como um profeta a mais e ignora seu caráter divino e definitivo. De acordo com o documento, Jesus não teria sido crucificado, e sim Judas Iscariotes, contradizendo a ideia da ressureição dos Evangelhos Canônicos. O texto também afirma que Jesus teria ascendido aos céus vivo e cita, em uma passagem, que o Mestre se referia a Paulo como “o impostor”.

Entre algumas das revelações encontradas no documento está uma profecia de Jesus sobre a chegada de Maomé, que fundaria o Islamismo 700 anos depois, além da previsão da chegada do último Messias islâmico, fato que ainda não teria ocorrido até os dias atuais. Muitos acreditam que os relatos do Evangelho de Barnabé com os fundamentos do Islã seriam a razão pela qual o Vaticano tentou ocultar o livro durante tantos anos.

Anúncios