Muitos me perguntam qual a corrente satânica que eu me Identifico, isso porque algumas vezes eu posto textos de conteúdos teístas e tambem adeístas.
Como uma satanista teísta e espiritual. No entanto eu não considero o satanismo como uma religião. Mas Para muitos outros satanistas, é um método de filosofia de vida.
Teísmo em seu sentido mais amplo, é simplesmente a crença em uma divindade. Essa crença pode ou não incluir a crença na existência de outras divindades e pode incluir a espiritualidade em forma de culto ou religião. Teísmo pode também incluir a crença de que existe um deus singular, ou deuses que são os criadores do nosso mundo.
Em minha opinião, todos os deuses que já existiram, foram criados por seres humanos. Isto significa que não, eu não acredito que Satanás ou qualquer outro deus criou este universo. nem eu acredito que Satanás é o único deus que existe, há muitos outros, bem como, talvez, milhares podem ser encontrados ao longo da história.
É claro que alguns poderiam perguntar: como pode uma pessoa acreditar na existência dos deuses, embora admitindo que eles foram todos criados por seres humanos? a resposta é muito simples: eu não estou investida nas crenças religiosas dos deuses. A Bíblia Satânica também ensina que “todos os deuses foram criados pelo homem. Esta é uma explicação ontológica mais racional, e que é muito mais conveniente e realista do que a simples crença religiosa.
Em vez disso, eu sou uma satanista espiritual, e por meio de representações, como Satanás, e outras divindades, eu sou capaz de chegar a uma compreensão satanica do mundo natural, e também chegar a um entendimento que vem de dentro. Esta não é uma religião, é uma filosofia. A palavra, “filosofia” significa, essencialmente, ” amor ao conhecimento”, e eu tenho amor ao conhecimento dos deuses do satanismo, e uma apreciação do satanismo como uma filosofia de vida. Considerando que minha espiritualidade tem sido uma prática na minha vida e tem sido para meus próprios fins de auto-desenvolvimento, alheios a minha associação com Satanás.
Eu não preciso de deuses como um objeto de fé ou religião, porque eu adoraria deuses?. O único deus que eu me aliei foi a Satanás, mas eu posso optar por interagir com outros deuses sempre que eu tiver o desejo de acordo com a finalidade de magia que eu estiver a praticar no momento. Minha aliança com Satanás é para nosso benefício mútuo. Nossa aliança não inclui adoração, simplesmente porque não há necessidade de adorar a um aliado.
LaVey tinha crenças e experiências semelhantes quando ele aliou-se com o Príncipe das Trevas em um nível simbólico. No entanto, alguns disseram que LaVey foi um deísta. Deísmo, que é uma forma de Teismo, é descrito como: “. .. Uma crença filosófica na existência de um Deus sobre a base da razão e da observação do mundo natural” LaVey proclamou que Satanás representa nossos desejos naturais, e o mundo natural.
No entanto, o que parece ser culto e ritual, para o satanista LaVeyano é geralmente simbólico e psicológico, e também não é considerado esotérico ou com base nos conceitos da metafísica ou espiritualidade. É em vez disso baseado no materialismo, e filosofia. Eu observo esta filosofia como um teísta que reconhece Satanás como uma entidade, e que também usa práticas metafísicas e espirituais.
Assim, enquanto LaVey em alguns pontos proclama que Satanás é o deus desta terra como representado por nossos desejos naturais, ele negou a formalidade de culto e de religião e em seu lugar, ele ofereceu filosofia, ética e um método de racionalidade, sobre a incerteza de fé religiosa. Satanismo é uma filosofia que pode ser usada como uma religião, e tem sido feito por muitos grupos. Eu simplesmente opto por não participar dessa forma. (por Helenice Gomes)

Anúncios