Em show em São Paulo neste sábado, o cantor carioca apresentou novas músicas e sucessos antigos. Ele cantou “Vida Bandida” e “Blá Blá Blá… Eu Te Amo (Rádio Blá)”, duas canções de 1987, em versões com letras contra o governo de Dilma Rousseff. Além disso, Lobão tocou “Os Vulneráveis” e “A Marcha dos Infames”, novas músicas que são de protesto contra as gestões do PT em Brasília.
Lobão mostrou canções novas, sendo duas delas de protesto contra os últimos governos do PT. Tocando uma viola caipira, ele interpretou “A Marcha dos Infames”, música que escreveu após saber que estaria em uma suposta “lista negra do PT”.
lobao 2

Este rapaz nunca fez sucesso, acho que por isso ele se meteu na política, ao final só poderia sobrar isso a ele… Fazer letras de música falando do governo, só assim ele consegue que aguns o acompanhe… a vida nunca lhe foi fácil…
Se ele tivesse usado a sua vez para cantar músicas com um bom texto, com certeza teria tido a sorte de ter muitos fãs, temos que adimitir que ele tem uma ótima vóz, mas que infelizmente não soube aproveitar aquilo que poderia ter feito de sua vida um verdadeiro sucesso.

Pesquisando sobre a vida deste rapaz e fiquei muito surpreso.
Lobão (músico)
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
BIOGRAFIA:

“Lobão nasceu em 1957, no Rio de Janeiro, filho de uma professora de inglês e um mecânico. Pelo lado paterno Lobão é descendente de holandeses.3 Ele foi casado quatro vezes, e tem uma filha. Também tem uma irmã caçula que mora na Holanda.3 Segundo o próprio cantor, o apelido “Lobão” surgiu ainda na escola, devido a ser guloso e à mania de se vestir com um macacão de jardineiro preso por um alça só4 . Na vida pessoal, Lobão teve problemas no relacionamento com os pais. Foi expulso de casa pelo pai, aos 19 anos. Levou um cruzado na cara e rebateu com o violão, despedaçando-o inteiro em cima do pai (“…Só sosseguei quando não havia mais violão para continuar batendo.”). Depois disso, a relação dos dois ficou suspensa, “num limbo relacional”. Muitos anos mais tarde, eles tiveram uma bela tarde de sábado juntos. Logo depois, o pai se matou, envenenado. Lobão também carregaria a culpa pela morte da mãe. Após uma discussão, ela (bipolar) parou com os remédios que tomava três vezes por dia — “uma forma sutil e profissional de se matar”, como ele diz. A mãe deixou uma carta responsabilizando-o por sua morte”.

Em qualquer circunstância da vida podemos mudá-la, não importa o que passamos… Importa sim aquilo que almejamos de melhor para conquistar e para que haja uma nova perspectiva de vida, há que plantar a boa semente e como para colher, esta semenete tem que germinar, e é somente depois de ter folhas, galhos para que o fruto venha a vida… Este fruto terá que ter muitas sementes que serão plantadas para novas colheitas, as boas sementes bem plantadas, algumas dão mil por uma.

Esta é a receita do sucesso… “Há um ditado que dis que sucesso só vem antes de trabalho no dicionário”, isso é um fato, mas entretanto eu diria que se o trabalho nunca for feito corretamente, nunca se chegará ao sucesso, mas sim antônimos de sucesso para 4 sentidos da palavra.

O contrário de sucesso é perda, atribulação, azar, obstáculo, fiasco, insucesso, malogro, fracasso, falhanço, problema, derrota, dificuldade, desastre, adversidade, contrariedade, contratempo, revés, fatalidade, má-sorte, infelicidade, desgraça, infortúnio calamidade. Isso é o que atraimos caso são consigamos plantar a boa semente.
O Todo (Deus) não julga a ninguém, o Todo é só amor e no amor nunca há julgamento, quando se ama dá-se o livre arbítrio, cada um escolhe o caminho a seguir segundo a sua consciência, se não der certo, somos apenas alertados que não está a dar certo, logo se vê o resultado, não precisamos chegar ao final da vida para reconhecermos que nossa vida foi um fracasso, a cada segundo de nossas vidas podemos tomar decisões, mudar paradígmas, nossa mente foi criada pelo Todo de forma a nos orientar, não viemos a este mundo sem um GPS que pudesse nos orientar durante esta passagem pela terra, nossa permanência não é para sempre, estamos apenas de passagem por este plano, afinal, ao meu entender não somos deste mundo, somos espíritos vivenciando uma esperiência humana.

Anúncios