egoA liberação do velho; da velha energia ou, seja lá qual for o nome que se queira dar, é a liberação do ego. E esta liberação vem acompanhada de raiva, desconforto, desorientação. E… mais raiva. Afinal de contas, nada funciona mais como era confortavelmente conhecido, tudo parece caótico. E vem também acompanhada de dor, tristeza, abatimento, cansaço. E… mais raiva. Afinal, por que é tão solitário despertar?  

     Bem, antes de desistirmos no meio do caminho é bom lembrar que se estamos experimentado a oportunidade de despertar para uma nova consciência nesta vida é porque trouxemos prerrogativas cósmicas para tal. E este é um grande motivo para celebrar, não!

     Depois, a liberação do ego é uma declaração de liberdade. As coisas não funcionam mais como antes, quando começamos a despertar. E, de fato, não deixam de funcionar.

     É que elas funcionavam para uma experiência em 3ª. Dimensão, seguindo um sistema tridimensional. Agora, começam a funcionar para uma outra dimensão. Assim, é preciso afinar os instrumentos para uma compreensão amorosa desta nova dimensão para a qual despertamos.

     Na vida tridimensional nos acomodamos a modos ajeitadinhos de viver a experiência. Nos acomodamos a esperar que as coisas caíssem do céu. Se agíssemos assim, o resultado seria assado. E o mundo físico era conseqüência de um beneplácito do Alto.

     Nada disso ocorre no caminho para a Nova Energia.

     Uma consciência em expansão assume para si a responsabilidade pela co-criação do seu enredo. E, quanto mais ego, mais entulho para liberar de tal enredo.

     Mesmo assim, não importa o quociente de ego que amealhamos nesta vida tridimensional, não foi ele que nos trouxe até aqui. Quem amorosamente nos guiou e pacientemente nos desperta é nosso Eu Superior.

     Enquanto o ego quer ter razão, o Eu Superior se compadece.

     Enquanto o ego quer vencer, o Eu Superior quer apenas nortear esta jornada de expansão.

     Por um motivo que vamos a passos largos descobrindo… despertamos, apesar do ego.

     E estamos aprendendo a co-criar nossa Existência.

     Quanto menor a resistência em liberar os registros do ego, maior a Alegria.

Você não está só, por mais solitário que o despertar possa parecer!

Anúncios