Purifique o corpo das toxinas nocivas
Agua-saude_ACRIMA20110106_0021_13
“Três quartas partes do corpo compõem-se de água; portanto a exigência de água no organismo é bem maior que a de comida. (A morte pela sede é um sofrimento mais severo que a morte pela fome). é importante dar ao corpo bastante água. Beber sucos de frutas sem açúcar também é bom. Em localidades onde a água tem elevado teor de cálcio, o que favorece a arteriosclerose, o homem deve tomar sucos de frutas, além de comer frutas como melancias, melões e outras igualmente suculentas, em vez de água. Alguns pesquisadores na área da saúde afirmam, no entanto, que as pessoas que sofrem de sinusite não devem tomar sucos cítricos.

Tome a decisão de beber bastante líquido (e eu não me refiro a refrigerantes e bebidas gasosas!), para eliminar as toxinas do corpo. Mas evite ingerir líquidos durante as refeições, pois podem prejudicar a digestão. A tendência é engolir o alimento com a bebida, sem mastigá-lo devidamente.

Quando os amidos não são parcialmente digeridos na boca, geralmente não são totalmente digeridos no estômago. É importante mastigar bem a comida – o estômago não tem dentes! comer depressa é prejudicial, principalmente se grandes quantidades de líquidos forem ingeridos durante a refeição, o que diluirá os sucos gástricos. Além disso, beber líquidos durante as refeições provoca tendência à obesidade.

É importante manter saudável a corrente sangüínea. Carne de boi e de porco podem lançar toxinas e micróbios no sangue. Os glóbulos brancos tentam destruir os micróbios, mas se estes forem fortes e os glóbulos brancos insuficientes para opor resistência, iniciam-se as reações tóxicas. Peixe, frango e carneiro são preferíveis às carnes bovinas e suínas, que produzem elevada acidez.

O princípio mais importante no que se refere à alimentação é evitar qualquer tipo de excesso. À medida que aprendemos o controle, tornamo-nos mais sadios. Costuma acontecer que o desejo de certo alimento é tão forte que nos achamos incapazes de resistir. Os sentimentos ordenam que comemos esse alimento, mesmo sabendo que será prejudicial. Se nos recusarmos a perpetuar os maus hábitos, vamos descobrir que acabaremos por não gostar do que faz mal e gostar do que faz bem. Os glutões empanturram-se e continuam querendo comer mais. Comendo desmedidamente, arriscam-se a forçar o funcionamento de um coração talvez já sobrecarregado há mais de 40 anos.

Numerosas pessoas, irrefletidamente, comem tarde da noite. Quase sempre o sono vem em seguida, quando então a máquina interna do homem diminui o ritmo de funcionamento. O alimento pode ficar no estômago sem ter sido devidamente digerido. Portanto, é imprudente comer imediatamente antes do repouso noturno.

Porém, não há nada pior para o corpo ou para a mente do que as bebidas alcoólicas. Sob a influência do álcool, um homem é capaz de fazer coisas das quais se envergonharia se estivesse em seu juízo perfeito. Violência, ganância, cobiça por dinheiro e sexo, até homicídios pode resultar da embriaguez. A crença de que vinho, sexo e dinheiro trazem felicidade é, segundo os sábios, a principal ilusão a ser superada antes que o homem realize sua verdadeira natureza.

O álcool aumenta a avidez do homem por dinheiro e sexo e, por esta razão, é o pior dos três males. É uma indulgência desnecessária e extremamente perigosa, porque embota a razão. Um indivíduo embriagado não é mais um verdadeiro homem. Esforçar-se por manter somente apetites normais é sinal de sabedoria.

Anúncios